22.8 C
São Paulo
sábado, 2 mar, 2024
Portal Big ABC by Juliana Bontorim
Diadema

Dia Internacional da Dança e aniversário de 27 anos com espetáculos gratuitos no Teatro Clara Nunes

Comemorando o Dia Internacional da Dança (29 de abril), a Companhia de Danças de Diadema apresenta dois espetáculos de seu repertório, no Teatro Clara Nunes – Centro Cultural Diadema. Trata-se do infantil Crocodilo Embaixo da Cama e de SCinestesia, respectivamente nos dias 29 de abril (sexta, às 15h) e 30 de abril (sábado, às 20h). Os ingressos são gratuitos com distribuição no local, 30 minutos antes das sessões. Após cada apresentação, os integrantes participam de bate-papo com o público.

 

Ainda no dia 29 de abril, acontece o evento do Múltipla Cias de Dança SP – movimento unificado das companhias de dança do Estado – que realiza ações simultâneas em várias cidades em comemoração o Dia Internacional da Dança. Em Diadema, a programação traz a performance Espectro de Nós (Grupo Divinadança / São Paulo), às 19h30, no saguão do Teatro Clara Nunes, e abertura no palco com a Companhia de Danças de Diadema e o  trabalho 1+ Um (de Henrique Rodovalho), às 20h. Na sequência, outras produções locais: Vozes da Dor (de Penélope Hartvite, com a Cia. de Dança NR) e Riso Triste (com coreografia e interpretação de Arlene Ramos). O paulistano Divinadança encerra o evento com Porto Inseguro (de Andrea Pivatto) e Estranho Lugar (de Igor Vieira).

 

A Companhia de Danças de Diadema – que comemora seu 27º aniversário em 1º de maio de 2022 – tem apoio da Prefeitura do Município de Diadema, Secretaria de Cultura de Diadema e Associação Projeto Brasileiro de Dança.

 

Crocodilo Embaixo da Cama

Foto: Fábio Vera Cruz

Com coreografia de Clébio Oliveira e direção geral de Ana Bottosso, o espetáculo foi concebido em 2021, durante a pandemia. Pela ótica infantil, Crocodilo Embaixo da Cama é uma viagem poética sobre o nosso tempo, sobre a pandemia, sobre nossas condições mentais que, diante de algo desconhecido, pode desencadear monstros, sejamos crianças ou adultos. O enredo explora o imaginário infantil, repleto de bichos, fantasmas e monstros que provocam medo a qualquer hora do dia, principalmente na hora de dormir. Medos e fobias fazem parte do desenvolvimento da criança, da descoberta do mundo, do discernimento real e fantasia, mas o que acontece quando esse imaginário é afetado por uma pandemia assustadora? Como seria enxergar o mundo atual pela ótica infantil? Como fica o estado mental da criança nesse momento? Quais as reflexões, expressões e reações da criança ao se defrontar com o desconhecido?

 

FICHA TÉCNICA – Direção geral: Ana Bottosso. Criação coreográfica, pesquisa de material cênico: Clébio Oliveira. Bailarinos criadores: Carlos Veloso, Carolini Piovani, Daniele Santos, Danielle Rodrigues, Guilherme Nunes, Leonardo Carvajal, Noemi Esteves, Thaís Lima, Ton Carbones e Zezinho Alves. Ligth designer: Mirella Brandi. Música original: Matresanch. Concepção e confecção de figurino: Salomé Abdala. Assistência de confecção de figurino: Felipe Lemos. Assistente de direção e produção administrativa: Ton Carbones. Assistência de coreografia: Carolini Piovani. Assistência de ensaio: Zezinho Alves. Aderecistas: Marcos Sanchez e Patrícia Lopes. Técnico de luz: Luan Vinícius. Professores de dança clássica: Márcio Rongetti e Paulo Vinícius. Professor de dança moderna: Reinaldo Soares. Professores de dança contemporânea: Ana Bottosso e Ton Carbones. Condicionamento físico: Carolini Piovani. Orientação de Yoga: Daniele Santos. Professor de View Points: Bruno de Oliveira. Professora convidada: Daniela Moraes (improvisação). Assessoria de imprensa: Verbena Comunicação. Assistência de comunicação: Cristina Ávila. Assistência de produção e sonoplastia: Jehn Sales.

 

Partindo de mais um desenvolvimento técnico de movimento dentro do estilo próprio que o coreógrafo Henrique Rodovalho trabalha, este duo foi criado especialmente para a Companhia de Danças de Diadema. A coreografia foi criada como parte do espetáculo por+vir (2015), quando nove coreógrafos, que já haviam criado para a Companhia, foram chamados para trazer novas experiências para a dança contemporânea, pela sua ótica. Assim, 1 + Um foi concebido por Rodovalho a partir de diferenças no pensar e no mover dos bailarinos, com detalhes próprios de cada um, mas, sobretudo, com muita qualidade e virtuosismo de ambos, resultando numa possibilidade de relação e por vezes de desejo.

 

FICHA TÉCNICA – Direção geral: Ana Bottosso. Coreografia: Henrique Rodovalho. Bailarinos: Ton Carbones e Carolini Piovani. Assistência de direção e produção administrativa: Ton Carbones. Assistência de coreografia: Carolini Piovani. Assistência de ensaios: Zezinho Alves. Concepção de luz: Henrique Rodovalho. Sonoplastia e assistência de produção: Jehn Sales. Figurino: o elenco. Professores de dança clássica: Márcio Rongetti e Paulo Vinícius. Professor de dança moderna: Reinaldo Soares. Professores de dança contemporânea: Ana Bottosso e Ton Carbones. Professor de View Points: Bruno Oliveira. Professora convidada – Improvisação: Daniela Moraes. Condicionamento físico: Carolini Piovani. Orientação de Yoga: Daniele Santos. Assessoria de Imprensa: Verbena Comunicação. Assistência de comunicação: Cristina Ávila. Duração: 10 min. Indicação etária: livre.

 

SCinestesia

 

Foto: Silvia Machado

Com direção geral e concepção coreográfica de Ana Bottosso, a obra transita pelo universo surrealista, associado às possibilidades de integração entre dança contemporânea, teatro, música e artes visuais. Ana também assina a dramaturgia cênica, junto com o ator-performer Matteo Bonfitto, e a montagem conta ainda com participação de Luciano Sallun na criação da trilha sonora. A animação surrealista “Tango”, do polonês Zbigniew Rybczynski, foi a principal inspiração para a Companhia. O título SCinestesia surge dos diferentes significados das palavras sinestesia (mistura de sentidos) e cinestesia (conjunto de sensações que torna possível perceber os movimentos musculares). No palco, as possibilidades se multiplicam a cada repetição de hábitos corriqueiros, que podem ser parecidos, mas nunca iguais. Como em um processo de causa e efeito, ação e reação tudo pode se modificar a partir da mínima desordem, do inesperado, do acaso da vida.

 

FICHA TÉCNICA – Direção geral e concepção coreográfica: Ana Bottosso. Dramaturgia cênica: Ana Bottosso e Matteo Bonfitto. Intérpretes colaboradores: Carlos Veloso, Carolini Piovani, Daniele Santos, Danielle Rodrigues, Guilherme Nunes, Leonardo Carvajal, Noemi Esteves, Thaís Lima, Ton Carbones e Zezinho Alves. Assistência de direção e produção administrativa: Ton Carbones. Assistência de coreografia: Carolini Piovani. Assistente de ensaio: Zezinho Alves. Concepção musical: Luciano Sallun. Desenho de luz: Alexandre Zullu e Ana Bottosso. Técnico de luz: Luan Vinícius. Cenografia e adereços cênicos: Júlio Dojcsar. Figurinos: Bruna Recchia. Confecção de figurinos: Zezé de Castro. Art designer: Tono Guimarães. Professores de dança clássica: Márcio Rongetti e Paulo Vinícius. Professor de dança moderna: Reinaldo Soares. Professores de dança contemporânea: Ana Bottosso e Ton Carbones. Condicionamento físico: Carolini Piovani. Orientação em Yoga: Daniele Santos. Professor de View Points: Bruno de Oliveira. Professora convidada: Daniela Moraes (improvisação). Assessoria de imprensa: Verbena Comunicação. Assistência de comunicação: Cristina Ávila. Assistência de produção e sonoplastia: Jehn Sales.

 

Serviço

 

Companhia de Danças de Diadema

 

29 de abril. Sexta-feira, às 15h

Infantil/dança: Crocodilo Embaixo da Cama

Duração: 37 min. Indicação etária: Livre.

 

29 de abril. Sexta, a partir das 19h30

Evento: Múltipla Cias de Dança SP

Coreografia: 1 + Um

Duração: 10 minutos. Classificação: Livre.

Participam também do evento: Grupo Divinadança, Cia. de Dança NR e Arlene Ramos.

 

30 de abril – sábado, às 20h

Espetáculo/dança: SCinestesia
Duração: 60 min. Indicação etária: 14 anos.

 

Teatro Clara Nunes | Centro Cultural Diadema

Praça da Moça, 300 – Centro. Diadema/SP.

Tel: (11) 4056-3366. Capacidade: 377 lugares.

Ingressos: Grátis – distribuição 30 minutos antes das sessões.

Haverá bate-papo com o público após cada apresentação.

Artigos Relacionados

Cidade lança Projeto Lazer na Cidade

Juliana Bontorim

Diadema recebe 35 mil pessoas no primeiro fim de semana do Festival de Natal

Juliana Bontorim

Prefeitos das sete cidades decidem manter feriado de Carnaval

Juliana Bontorim
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Saiba Mais

Política de Privacidade & Cookies
error