19.3 C
São Paulo
sábado, 15 jun, 2024
Portal Big ABC by Juliana Bontorim
Pets São Bernardo do Campo

Zoológico de São Bernardo promove soltura de cinco aves silvestres na região do Pós-Balsa

Ação contou com a presença de estudantes do 5º ano da EMEB José Ibiapino Franklin, que preparam projeto de educação ambiental na unidade escolar

No meio da Mata Atlântica, as crianças da EMEB José Ibiapino Franklin, na região do Pós-Balsa de São Bernardo estão atentas a cada explicação da equipe do Zoológico Municipal, sem tirar os olhos das gaiolas trazidas pelos profissionais. Dentro delas, espécies prestes a voltar ao seu habitat, depois de passarem por um processo de recuperação com a equipe de veterinários do Zoo. As aves foram soltas dentro do Sítio Curucutu, que é uma RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural).

Ao todo, foram cinco animais devolvidos à natureza nesta quinta-feira (14/9): uma fêmea de cuiú-cuiú (também chamado de periquito-real), uma coruja da espécie orelhuda, dois jacuguaçus machos (espécie parente da galinha) e um sabiá-poca. Todos eles foram socorridos pela equipe do zoológico: a cuiú-cuiú chegou com traumatismo craniano após bater a cabeça em uma janela. A coruja foi acolhida com uma fratura no fêmur e, um dos jacuguaçus chegou ao zoológico com uma fratura na perna direita. Já o outro macho caiu dentro de uma casa e também foi encaminhado ao espaço municipal.

“Está sendo um grande presente poder acompanhar essa soltura com as crianças. Desde o início do ano estamos fazendo um trabalho de educação ambiental, identificando e catalogando as espécies de aves que circundam a nossa escola. Esse é um projeto de artes plásticas que fará parte da nossa mostra cultural marcada para o final de outubro”, explicou a professora da turma, Cláudia Simonato. Cerca de 30 alunos da unidade escolar acompanharam a soltura.

O veterinário do Zoológico Municipal, localizado dentro do Parque Natural Municipal Estoril, Marcelo Gomes, conta que um terço dos animais acolhidos na instituição são reinseridos na natureza. “Ficam com a gente no zoo apenas os animais que não têm condições de retornar ao seu habitat natural. É muito importante ter uma reserva como esta para que possamos fazer a soltura desses animais recuperados”, disse.

Para a bióloga do zoológico, Jeniffer Novaes, a interação promovida com os alunos é essencial para a educação ambiental das novas gerações. “Esse conhecimento precisa ser compartilhado para que as crianças entendam todo esse processo de cuidados, porque lá na frente são elas que vão defender a vida dos animais, defender que existam mais espaços como esse de soltura e de preservação do meio ambiente”.

A vivência surtiu efeito. Felipe Lourenço, de 11 anos, era um dos mais animados da turma com a experiência. “Quando eu voltar para casa vou contar que foi muito legal, que eu vi coruja, o jacuguaçu. Gostei muito”, contou.

PRESERVAÇÃO DA FAUNA – O Zoológico Municipal é a única instituição voltada ao cuidado do animal silvestre na região. Trata-se de um dos principais instrumentos da administração para a preservação e cuidado com a fauna e a flora do município. O espaço conta atualmente com 32 recintos de exposição e abriga 250 animais de 70 diferentes espécies, em viveiros adaptados para atender as necessidades de cada um. Em 2023 cerca de 138 animais já foram acolhidos no local.

SITIO CURUCUTU – O Sítio Curucutu é uma grande área ambiental localizado entre Parelheiros e São Bernardo, região reconhecida pela vasta área de conservação da Mata Atlântica. Em 1995, o local ganhou reconhecimento do Governo Federal como Reserva Particular do Patrimônio Natural.

Artigos Relacionados

São Bernardo promove ações para o Setembro Amarelo

Juliana Bontorim

São Bernardo promove mutirão do emprego e empreendedorismo no Pós-Balsa

Juliana Bontorim

Galeria expande atuação para bairro Jardins, em São Paulo

Juliana Bontorim
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Saiba Mais

Política de Privacidade & Cookies
error