22.2 C
São Paulo
quarta-feira, 29 nov, 2023
Portal Big ABC by Juliana Bontorim
Arquitetura Big ABC Principal

Em nova ‘roupagem’, mostra de arquitetura apresenta mais de 50 ambientes

A “experiência do viver” está de volta com a edição 2021 da CASACOR São Paulo, que acontece até 15 de novembro. Esse ano, o visitante será recebido no Parque Mirante, na Rua Padre Antônio Tomás, 72, anexo ao Allianz Parque. A mostra vai ocupar todo o rooftop do prédio, com vista privilegiada para o Pico do Jaraguá, e mais um pavimento do edifício. O local está totalmente preparado para obedecer aos protocolos sanitários e garantir a integridade física de todos nesse período de pandemia. Cada uma das fases do evento, desde o início de suas obras até o final da exibição está adequada aos protocolos oficiais vigentes.

O tema deste ano é “A Casa Original” . A inspiração para esse conceito surgiu antes da pandemia que trancou todos em casa e impôs novas reflexões sobre o morar contemporâneo. A tendência, captada no mundo pré-pandemia se tornou ainda mais presente e a resposta do elenco CASACOR pode ser vista e vivida em mais de 9.000m² de área construída, com 56 ambientes, entre casas, estúdios e lofts. Esses espaços são assinados pelos principais nomes da arquitetura brasileira e jovens talentos.

A jornalista e editora do portal Big ABC Juliana Bontorim esteve no evento especial de lançamento para imprensa e influenciadores para acompanhar de perto todas as novidades deste ano. Confira registros!

A experiência proposta pela CASACOR São Paulo começa logo na entrada, onde o artista convidado, Felipe Morozini, apresenta uma instalação sinestésica e imersiva. Ele convida o visitante a entrar no universo de CASACOR, por meio de um grande túnel, no qual as moradas da natureza, como colmeias, ninhos de João de Barro, cupinzeiros, conchas de moluscos e casulos, representam a casa ancestral, dando início à grande viagem proposta pelo evento.

A instalação, chamada “Uma Luz no Fim do Túnel”, é 100% sustentável e feita com materiais reaproveitáveis ocupando toda a entrada, com grandes painéis de LED, que vão exibir projeções criadas pelo artista. A obra segue pelos elevadores e termina no rooftop do prédio. “Sempre tive o desejo de materializar a sensação coletiva da luz no fim do túnel e fazer a entrada da CASACOR São Paulo me trouxe essa oportunidade. A ideia é falar um pouco de esperança nesse momento adverso que vivemos, trazendo o exercício de olhar para trás, pensar no que já aconteceu. Além disso, quis celebrar os arquitetos da natureza, com um olhar que coloca o que é pequeno em proporções grandiosas. Quem visitar o espaço vai viver uma experiência única e muito pessoal, com as imagens, cheiros e sons que estamos preparando”, conta Morozini.

Parte da instalação, mais três ambientes da mostra, criados pelos profissionais estreantes Gabriela de Matos, Letícia Marchizelli e Paco Alvarez, também ficam no piso térreo do evento e terão acesso livre. No mesmo piso, ficam a bilheteria e a chapelaria. Junto de Felipe Morozini, os arquitetos propõem trabalhos focados na ancestralidade do morar, com projetos que resgatam a memória da casa africana, da natureza, e das moradas dos povos originários da América Latina, influências essenciais na formação do morar brasileiro contemporâneo.

“Ao longo da mostra, o público vai encontrar diversas interpretações do tema central. Seja no uso de materiais como cerâmica e carvão, das texturas naturais e na paleta de tons terrosos e suaves, que evocam a necessária suavidade e harmonia. Há muitos ambientes fluidos, que propiciam a convivência, sempre banhados de luz natural e muitas plantas, ecos da imersão que estamos vivendo nessa pandemia”, diz Livia Pedreira, presidente do Conselho Curador da CASACOR São Paulo”.

Sinônimo de Sustentabilidade

Parte fundamental do DNA de CASACOR, a sustentabilidade continua sendo não apenas a maior tendência do segmento, mas a força motriz de toda a mostra, que tem alcançado níveis surpreendentes com seu programa de gestão de resíduos. Implementado desde 2016, o programa venceu várias etapas, que incluíram conscientização de equipes de trabalho e de arquitetos do elenco, para alcançar a marca de 99,3% de reaproveitamento de resíduos .

Além de adotar medidas como obra secas, economia e reutilização de recursos hídricos, economia de energia, coleta seletiva, programa de reciclagem e destino adequado para resíduos, promovendo a economia circular, a mostra também realiza doações de materiais de construção resultantes do desmonte do evento para ONGs.

Nesta edição, a CASACOR São Paulo fará 100% de compensação para suas emissões de carbono, além de ter a certificação Lixo Zero e o selo HBC (Healthy Building Certificate), que atesta saudabilidade no ambiente do evento.

“A CASACOR São Paulo é sinônimo de sustentabilidade. Implementamos diversas medidas, começamos um forte trabalho junto aos profissionais, grandes influenciadores do segmento e hoje, podemos dizer que, dentro do evento mostramos que a sustentabilidade é real e possível de alcançar, não apenas na gestão local. Esse trabalho serve como referência para os projetos dos arquitetos realizados fora daqui, pois esses profissionais apostam cada vez mais em construções inteligentes para o presente e futuro”, explica Darlan Firmato, arquiteto e Gestor de Sustentabilidade da CASACOR São Paulo”.

Outros reflexos da aplicação do programa de gestão de resíduos, podem ser vistos na mostra, em dois ambientes totalmente sustentáveis localizados no rooftop, que apontam para o futuro do segmento de arquitetura e construção.

A Casa LG ThinQ, criada pelo Estúdio Guto Requena + Pax.Arq, é um projeto disruptivo, pensado para um cenário em que a construção civil é uma das principais responsáveis pelas emissões de CO2 na atmosfera e no qual é necessário investir em novas formas de projetar e construir.

Totalmente open-source, é um projeto de fabricação digital que busca disseminar um método construtivo sustentável, a partir de uma plataforma global de colaboração, a wikihouse. A partir da disponibilização do sistema de construção, é possível desenvolver uma diversidade de formas, adaptáveis às diferentes demandas de projeto. Uma casa conectada com as novas tecnologias, construída a partir de chapas de compensado naval de pinus, usinadas em máquina CNC e montadas somente por encaixes.

São três eixos de pórticos articulados por um módulo conector e revestidos com placas pré-fabricadas em madeira que montam paredes e teto. Uma obra limpa, sem resíduos, organizada e eficiente. A estrutura externa (pórticos e fechamentos em madeira) que ocupa uma área de 100 m² foi montada em apenas 10 dias. Enquanto as construções tradicionais em concreto emitem 1 tonelada de CO2 na atmosfera para cada tonelada de concreto, a construção em madeira sequestra o dióxido carbono na mesma proporção. A estrutura externa é revestida de telhas de fibras vegetais impermeabilizadas, uma tipologia de cobertura leve, fabricada a partir de papel reciclado.

Já o Ateliê Deca, criado por Leo Romano para parecer uma lanterna e ser um ponto iluminando na cidade, se apresenta como uma imponente estrutura de quase 400m². Ela foi pensada como um portal que convida o visitante a desacelerar de sua rotina atribulada e focar no que é mais essencial. Permeado de luz natural, o espaço transmite uma sensação boa, como um abraço em tempo de retomada.

A arquitetura, com inspiração nórdica, traz leveza com uma técnica construtiva de travamento de madeira Cambará e telhado translúcido, que resulta em uma plasticidade simples, convidativa e, ao mesmo tempo sustentável. Os materiais empregados na base da construção são 100% reutilizáveis.

Para comer, beber e comprar

Outra parte essencial na experiência de CASACOR São Paulo, está na gastronomia e no mall criado para compras. Este ano, o evento traz de volta dois parceiros de longa data, o Badebec, com as delícias criadas pela chef Lourdes Botura e a padaria mais querida de São Paulo, a Dona Dêola, com seus tradicionais quitutes.

Para os amantes de boas bebidas, a novidade é o The bar.com, que traz carta de drinks especiais, preparados com os produtos da marca, como Johnnie Walker, Tanqueray, Smirnoff, Ketle One e Baileys. No espaço, que tem vista para o estádio, haverá masterclasses gratuitas sobre bebidas, a partir da segunda sexta-feira da mostra, em programação a ser divulgada em breve.

No mall de CASACOR, a Unisaber Livraria traz uma seleção de livros de Arte e Arquitetura. A Gustavo Eyewear encanta com sua seleção de armações de óculos de grau e de sol. As fragrâncias exclusivas para casa da Mels Brushes Fragrances também estarão no evento ao lado da Loja CASACOR por WestWing com sua seleção de itens de decoração e mobiliário.

Visitação e compra de ingressos

Entre as medidas de segurança essenciais para a realização da CASACOR São Paulo, está a adoção do fluxo de visitação programada. Isso quer dizer que, no ato da compra do ingresso, o visitante deve escolher o horário da visitação e sua entrada na mostra ficará garantida e agendada para um grupo com número limitado de pessoas, com número de circulação de pessoas controlado. Os grupos de visitação, serão liberados a cada 30 minutos, com lotação máxima de 120 pessoas por horário. Cada visita terá duração de 2h30 e haverá 20 minutos de tolerância em caso de atrasos.

Protocolos de visitação

A organização vai aplicar todos os protocolos vigentes na cidade de São Paulo. O primeiro deles torna obrigatória a apresentação da comprovação de vacinação com pelo menos 1 dose. É imprescindível a apresentação do passaporte da vacina, acessado pelo e-Saúde SP (https://e-saudesp.prefeitura.sp.gov.br/public-login) ou até mesmo pelo Conecte SUS, do Governo Federal (https://conectesus-paciente.saude.gov.br/menu/home).

A medida é obrigatória na cidade de São Paulo, portanto, todos, inclusive visitantes de outras cidades e estados deverão baixar o aplicativo, efetuar o cadastro e emitir um QR Code. Há ainda a opção de apresentação da carteira de vacinação original aliada à documento com foto para comprovação de entrada.

Também será obrigatório o uso de máscara durante todo o percurso, exceto em operações de bares e restaurantes, seguindo as regras sanitárias válidas na cidade de São Paulo. Haverá medição de temperatura na entrada do evento e o circuito de visitação oferecerá diversos pontos de higienização, seja com álcool em gel, seja com pias montadas especialmente para lavagem das mãos, além de 4 banheiros funcionais, totalmente equipados.

A CASACOR 2021 tem patrocínio Master Deca. Coral é a Tinta Oficial, LG é a parceira oficial de tecnologia, patrocínio local Duratex, apoio local Portinari e Allianz Parque, fornecedor oficial The bar.com – site oficial da Diageo e Carro Oficial Chevrolet .

SERVIÇO – CASACOR São Paulo 2021

Onde: Parque Mirante, na Rua Padre Antônio Tomás, 72, anexo ao Allianz Parque.

Quando: de 21 de setembro a 15 de novembro de 2021

Horário de funcionamento:

Terça a Domingo das 12h às 22h

Bilheteria digital:

https://casacor.byinti.com

Estacionamento no Local – Estapar

R﹩50,00 (período de 4 horas)

R﹩5,00 (por hora adicional)

  • Valores dos ingressos:
    R﹩ 80,00 (Terça a Quinta) – Inteira
    R﹩ 40,00 (Terça a Quinta) – Meia entrada
    R﹩ 100,00 (Sexta Sábado, Domingo e Feriados)
    R﹩ 50,00 (Sexta Sábado, Domingo e Feriados) – Meia entrada

Compra de ingresso de meia-entrada

– Idoso a partir de 60 anos
– Estudante apresentando o documento válido com foto ou recibo de pagamento.
– PCD e seu acompanhante (conforme lei 12.933/13).
– Professor da rede pública e privada, apresentando o documento válido com foto.
* Comprovação de meia-entrada será exigida na porta.

Importante:
Gratuidade de entrada para crianças com idade comprovada de até 10 anos.

Sobre a CASACOR:

Em 2019, a CASACOR São Paulo comemorou a sua 33ª edição com o tema “Planeta Casa” em ambientes (casas, lofts, lounges, salas, banheiros, estúdios e apartamentos) no Jockey Club de São Paulo. Desde 1986, a CASACOR, que é a maior das Américas, tornou-se referência nacional em décor e design e foi responsável por revelar os grandes nomes atuais do mercado – João Armentano, Roberto Migotto, Sig Bergamin, Brunete Fraccaroli, Débora Aguiar, Léo Shehtman e muitos outros.

A ideia para a mostra surgiu há 30 anos, quando Yolanda Figueiredo e Angelica Rueda visitaram a exposição Casa FOA, em Buenos Aires. No primeiro ano (1987), uma casa na rua Dinamarca, em São Paulo abrigou os ambientes aos moldes do que viria se tornar a mostra mais tarde.

A cada nova edição, CASACOR ganhava um endereço diferente. Foi só em 2006 que o Jockey Club de São Paulo tornou-se a sua sede oficial até 2019. Em 2000, as fundadoras venderam a CASACOR para o Grupo Patrimônio Private Equity. Em 2008, o Grupo Abril e Grupo Dória adquiriram a mostra em sociedade. Desde 2011, o Grupo Abril é único dono da CASACOR.

 

 

 

Texto: a4&holofote

Fotos: Divulgação – enviadas pela assessoria (MCA Estúdio/Salvador Cordaro)

Artigos Relacionados

Universidade Aberta da Terceira Idade de São Caetano retorna às aulas presenciais

Juliana Bontorim

Shopping andreense recebe Museu do VideoGame Itinerante

Juliana Bontorim

Montadora do Grande ABC lança programa de estágio

Juliana Bontorim
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Saiba Mais

Política de Privacidade & Cookies
error