15.6 C
São Paulo
segunda-feira, 27 maio, 2024
Portal Big ABC by Juliana Bontorim
Big ABC Principal

Cidades do Grande ABC iniciam vacinação contra a Covid-19

Com a aprovação das vacinas CoronaVac e AstraZeneca pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), as sete cidades do Grande ABC puderam iniciar as campanhas de vacinação, nesta semana. Confira!

Santo André –

A Prefeitura andreense começou nesta terça-feira (19) a imunização contra o novo coronavírus, no mesmo dia em que a cidade recebeu 11.360 doses da Coronavac. Neste primeiro momento, serão imunizados os profissionais de saúde que atuam na linha de frente de combate à Covid-19 nos hospitais de campanha, Centro Hospitalar Municipal e Hospital Estadual Mário Covas.

Além disso, idosos a partir de 60 anos em instituições de longa permanência, pessoas com deficiência acima de 18 anos que estejam em residência inclusiva, indígenas e quilombolas, também serão imunizados.

O prefeito Paulo Serra acompanhou o primeiro dia de vacinação no hospital de campanha do Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonia, local que contabiliza mais de 4.500 vidas salvas, e falou sobre a importância deste processo para o combate da pandemia. Somente nesta terça, foram imunizados 300 profissionais que atuam no Dell’Antonia e no outro hospital de campanha do município, localizado na Universidade Federal do ABC.

“Hoje é um dia histórico para a nossa cidade. Desde o início da pandemia a gente sonhava com esse momento de início da vacinação. Claro que sabemos que a quantidade não é o suficiente e que teremos alguns desafios, mas hoje é o dia que a gente enxerga que a luz no fim do túnel chegou. Vamos vencer essa guerra de forma definitiva e o tal do ‘vai passar’ agora faz muito sentido. Esperamos agora que a produção de vacinas decole para que seja possível manter e ampliar a quantidade de vacinação para toda nossa gente”, comentou o prefeito.

Com a chegada de novos lotes da vacina, a imunização será ampliada para os demais profissionais da rede pública e profissionais das redes privadas, seguindo o Plano Nacional de Imunização.

A auxiliar de higiene Luzia Quitéria de Jesus da Silva, de 28 anos, foi a primeira pessoa a ser imunizada contra o coronavírus em Santo André. Ela trabalha no hospital de campanha do Complexo Pedro Dell’Antonia desde a inauguração do espaço, em abril de 2020, e falou emocionada sobre a alegria de receber a vacina.

“Hoje, quando fiquei sabendo que ia ser a primeira a receber a vacina, quase não acreditei. Passei o dia todo ansiosa. Trabalho no hospital de campanha desde que ele abriu, tenho um filho de sete anos que depende de mim e agora me sinto mais segura. Não vejo a hora de tirar a máscara”, comentou a profissional.

De acordo com o volume de vacinas recebidas, a administração municipal vai definir os pontos de vacinação da campanha. Ao todo, cerca de 100 pontos entre unidades de saúde, escolas e outros locais poderão ser utilizados.

O prefeito Paulo Serra, que preside o Consórcio Intermunicipal Grande ABC, também falou sobre a logística de imunização na região. “Chegaram 39 mil doses da vacina Coronavac para as sete cidades e o ABC iniciou a vacinação de forma simultânea. Além disso, foi enviado um ofício ao Governo do Estado sobre o critério utilizado para contabilizar a quantidade de doses, precisamos desta informação para que seja dada continuidade ao planejamento da campanha”, explicou.

Santo André possui cerca de 500 mil kits para aplicação de vacinas, compostos por seringas, agulhas, luvas e equipamentos de proteção. Para armazenar os imunizantes, também há uma vasta e moderna estrutura de freezer na Central de Imunização, local que recebeu as doses da Coronavac nesta terça.

O secretário de Saúde, Márcio Chaves Pires, falou sobre a importância de manter os protocolos sanitários com o uso de máscara, distanciamento social e álcool em gel. “É importante que as pessoas tenham dimensão que esse é apenas o começo. Ainda não temos vacinas suficientes, portanto é importante manter os cuidados sanitários, mas vai chegar para todo mundo”, afirmou.

 

São Bernardo do Campo –

Técnica de enfermagem da UPA São Pedro, Alice Santana de Souza, de 60 anos, foi a primeira pessoa vacinada contra a doença na cidade

Com emoção e aplausos, a Prefeitura são-bernardense deu início nesta terça-feira (19/01) à campanha de vacinação contra a Covid-19, com a aplicação da primeira dose do imunizante Coronavac em evento realizado no Hospital de Urgência – maior equipamento construído para atendimento da Covid-19 no País. Técnica de enfermagem da UPA São Pedro, Alice Santana de Souza, de 60 anos, foi a primeira pessoa vacinada contra a doença na cidade. A profissional é moradora do Parque São Bernardo e atua no equipamento há 11 anos.

Os lotes de vacinas enviados pelo governo do Estado chegaram ao departamento de Vigilância Sanitária do município por volta das 17h30 e foram imediatamente encaminhados para armazenamento em freezers especiais e ao Hospital de Urgência para início da vacinação. “Foi o momento mais esperado da pandemia. É muito bom saber que a vacina está chegando para todos. Pensei em todos os casos que atendi e na minha família no momento em que recebi a vacina”, celebrou Alice, que mora próxima de sua mãe de 80 anos e convivia com o receio de levar a doença para uma das pessoas que mais ama.

Além da profissional, foram vacinadas também a fisioterapeuta do HU, Camila Cristina Ortiz Bento, de 42 anos – que fez o atendimento da primeira paciente internada no equipamento, inaugurado em maio de 2020 – e a enfermeira do hospital, Priscilla Lima de Oliveira, de 37 anos, que apesar de todos os cuidados e EPIs, foi uma das profissionais infectadas pela doença no início da pandemia.

“Quero agradecer aos cientistas e aos profissionais do Instituto Butantan, que em tempo recorde conseguiram viabilizar uma vacina para salvar nossa população. Quero também agradecer aos quase 10 mil profissionais de saúde que atuam na rede pública de São Bernardo dando o seu melhor e ajudando a salvar vidas. A chegada das vacinas não é sinônimo de que o problema acabou. Todos nós temos que ter a conscientização de que o vírus persiste e precisamos continuar nos protegendo e protegendo ao próximo”, destacou o prefeito Orlando Morando.

GRUPOS PRIORITÁRIOS 

Até o momento, o governo do Estado enviou 11.840 doses do imunizante ao município. Nesta primeira etapa, as vacinas serão destinadas aos profissionais de Saúde, além de idosos moradores de instituições de longa permanência e indígenas. Ao todo, os grupos somam cerca de 29,1 mil pessoas.

“Neste primeiro momento é preciso ter a clareza que não há vacinas para todos. Por isso, a prioridade será os profissionais que atuam na linha de frente, de equipamentos que atendem exclusivamente a Covid-19, incluindo os hospitais particulares, além dos idosos asilados e indígenas. Conforme as vacinas forem chegando, vamos ampliando os grupos prioritários”, destacou o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple.

LOGÍSTICA DA VACINAÇÃO 

De acordo com o chefe do Executivo, a expectativa é aplicar todas as doses recebidas até esta sexta-feira (22/01). As doses serão distribuídas aos equipamentos de linha de frente, incluindo as unidades privadas, para aplicação in loco dos profissionais. Para isso, as vacinas estão sendo armazenadas em freezers especiais. Hoje, a cidade já conta com 400 mil kits de seringas e agulhas em estoque para início da imunização. Além disso, cerca de 1.000 profissionais que estarão envolvidos diretamente na campanha de vacinação contra a Covid-19 receberam treinamento para acompanhamento dos protocolos de segurança a serem cumpridos pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

 

São Caetano do Sul –

A Prefeitura de São Caetano do Sul iniciou nesta terça-feira (19/1) a vacinação contra covid-19 para profissionais de Saúde, no Complexo Hospitalar de Clínicas, no Bairro Santa Paula, foram aplicadas as primeiras doses da vacina.

Ao todo, 4,8 mil doses foram recebidas pela secretária de Saúde, Regina Maura Zetone, e pela coordenadora de Imunização, Sabrina Bonesso. No mesmo dia, cinco vacinas foram aplicadas em profissionais linha de frente no combate à pandemia, em evento que contou também com a presença do prefeito Tite Campanella, do deputado estadual Thiago Auricchio e do reitor da USCS (Universidade Municipal de São Caetano do Sul), Leandro Prearo.

As doses iniciais serão utilizadas para a vacinação dos profissionais de linha de frente de hospitais públicos e privados no combate à pandemia. Todos serão vacinados nos próprios locais de trabalho.

Os funcionários de clínicas e Unidades de Saúde da cidade deverão fazer agendamento pelo site da Prefeitura de São Caetano, optando pelo local, a data e o horário que desejam receber a dose. A medida será disponibilizada, assim que a cidade receber mais doses.

As 10 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) da cidade, além do Centro Policlínico Gentil Rstom e o Centro de Especialidades Médicas Samuel Klein, serão pontos de vacinação. As seis unidades que fazem parte do programa Saúde Hora Extra funcionarão de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h; e aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 17h. As demais funcionarão de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Cada local terá duas equipes formadas por enfermeiras, auxiliares e profissional para triagem.

O prefeito Tite Campanella afirmou que sente um misto de orgulho e esperança. “Vivemos, até agora, uma dúvida constante se poderíamos sair para trabalhar, pegar transporte público e quiçá voltar a ter uma vida normal. Com as vacinas, chega a esperança de que num futuro próximo tudo poderá melhorar.”

 

Diadema –

Primeiros profissionais de saúde foram vacinados no auditório do Quarteirão da Saúde

Nesta terça-feira (19), a Prefeitura de Diadema, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, deu início à vacinação contra a Covid-19 com a aplicação das primeiras três doses da coronavac (imunizante produzido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan), em profissionais que atuam nos equipamentos de saúde do município.

Os trabalhadores representaram os colegas que estiveram nos últimos meses na linha de frente do combate à pandemia causada pelo novo coronavírus.

O Plano Municipal de Vacinação prevê que na primeira etapa da fase 1 sejam vacinados trabalhadores da saúde que atuam, na rede municipal e rede privada da cidade, pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas e pessoas com deficiências maiores de 18 anos e idade institucionalizadas.

O município tem em seu território quatro instituições de longa permanência, cujos moradores serão vacinados in loco pela Secretaria e Saúde. Os profissionais da rede municipal receberão as doses em seus respectivos locais de trabalho a fim de evitar aglomerações.

 

Ribeirão Pires –

No terceiro dia de vacinação da campanha contra a Covid-19, a cidade de Ribeirão Pires já imunizou 423 profissionais da Saúde. O trabalho é realizado pela equipe técnica da Secretaria, e do cadastro no sistema, até o recebimento da dose, o processo leva no máximo cinco minutos.

O secretário de Saúde de Ribeirão Pires, Dr. Audrei Rocha, aproveitou o momento para destacar o empenho dos profissionais que estão aplicando a vacina.

“Temos uma equipe técnica capacitada e motivada de profissionais que estão no combate direto dessa pandemia. Essa eficiência nos permite atender cada vez mais pessoas no decorrer dos dias”, explicou.

Entre os profissionais já imunizados, está Rodrigo Bastos, que trabalha no Hospital Ribeirão Pires, e agradeceu pela vacina. “Gratidão por ter sido vacinado em meio a essa pandemia e feliz em poder voltar a trabalhar na ajuda aos pacientes que estão em recuperação na UTI”, disse, antes de parabenizar a ciência pela descoberta do imunizante. “Foram meses de estudos e o momento também é de comemoração pelo sucesso da vacina”.

 

 

 

Textos – Assessorias de imprensa

Fotos: Gabriel Inamine/PMSBC (São Bernardo)/ Helber Aggio/PSA (Santo André)/

 

 

Saiba mais informações em – https://conteminformacao.com.br/

Artigos Relacionados

Cidades do Grande ABC juntas em prol do combate ao #coronavirus

Juliana Bontorim

Gastronomia e arte: O que o isolamento pode propiciar?

Juliana Bontorim

Rotary andreense realiza evento beneficente para continuidade das ações sociais

Juliana Bontorim
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Saiba Mais

Política de Privacidade & Cookies
error