17.7 C
São Paulo
sábado, 18 maio, 2024
Portal Big ABC by Juliana Bontorim
Colunista Gabriela Freitas Esportes Principal

Pra sempre Chapecoense: três anos após o trágico acidente a equipe de Chapecó cai para série B

#cheers #hellofolks

Nós não estamos preparados para perder um familiar, amigo, companheiro ou até colega de profissão. A correria do dia a dia faz com que as pessoas esqueçam de dar o valor ao mais importante, a vida. E assim vemos ela escapar de repente diante de nossos olhos.

O acidente com o time de Chapecó foi um acontecimento marcante e inesperado. Nem os torcedores, diretoria, imprensa, apaixonados pelo esporte, ninguém esperava que acontecesse algo tão trágico e triste. Para piorar em um momento tão lindo que o clube vivia.

Após três anos do acidente em que o time da Chapecoense viveu e seus apaixonados sentiram, o Clube foi rebaixado para a série B do Campeonato Brasileiro 2019. A partida que decretou o primeiro rebaixamento alviverde foi a derrota por 1×0 para o Botafogo – RJ em plena Arena Condá.

A dor que tomou conta da semana do dia 29 de novembro de 2016 volta, não com a mesma intensidade e pelo mesmo motivo, mas salienta que aquela equipe estava em ascensão e o reflexo da perda de todos responsáveis por aquele ótimo momento é visto agora.

A tragédia 

Foram 71 vítimas e famílias atingidas pelo acidente aéreo. O dia 29 de novembro de 2016 amanheceu cinza para muitos corações. Além de jogadores e comissão técnica, perdemos 20 profissionais da imprensa brasileira. Eram 20 pessoas apaixonadas pelo esporte e, muito além disso, alguns estavam em ascensão na carreira que sonharam desde muito tempo.

O voo que levava a equipe da Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana não concluiu seu destino. O avião da LaMia, que decolou de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, sofreu uma pane por falta de combustível e caiu deixando apenas seis vivos de 81 passageiros. Entre os socorridos com vida, estavam os jogadores Alan Ruschel, Neto e Folman, o jornalista Rafael Henzel, que faleceu neste ano após sofrer um infarto, e os tripulantes Erwin Tumiri e Ximena Suarez.

Conheça as vítimas do acidente: http://www.ebc.com.br/esportes/2016/11/conheca-os-jogadores-da-chapecoense-vitimas-do-acidente-aereo

As homenagens

A Colômbia deu uma aula ao mundo com uma homenagem a Chapecoense digna de aplausos. O canal Fox Sports ficou em luto durante todo o tempo na qual a partida teria acontecido. Diversos clubes de vários esportes espalhados pelo mundo fizeram um minuto de silêncio antes dos jogos.

A paixão pelo futebol vai além das quatro linhas, das duas traves, dos gols ou dos jogadores. Ao perguntar a muitos meninos o que querem ser quando crescer, eles respondem jogador de futebol. Já outros preferem acompanhar e viver desse esporte de outra forma. Decidem se tornar jornalista esportivo, dessa maneira podem estar bem ali pertinho do gramado, entrevistar figuras ilustres do esporte e cobrir grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo

Para muitos profissionais de comunicação seria a realização de um sonho acompanhar a final da Copa Sul-Americana e ainda mais com um time do interior de Santa Catarina na final, que privilégio, não é?! Mas eles tiveram esse desejo interrompido por uma tragédia. Pessoas comprometidas com o esporte e com a família, profissionais exemplares, não desembarcaram naquele 29 de novembro em Medelín. A história contada durante o final de 2016 era marcada pela tristeza e dor que envolveu a todos os profissionais e telespectadores.

O recomeço

Recomeçar depois de tudo foi difícil, mas o repórter do SporTV ganhou um abraço da mãe de Danilo. Continuar foi árduo, mas se apoiar no colega ao lado foi fundamental. Persistir foi complicado, mas a vida continua. Esse é o lema deixado por aquela gloriosa equipe de Chapecó, que mesmo com toda dor foi capaz de cobrir o mundo de verde, unir as pessoas por uma causa maior e mostrar que existe esperança.

Apesar da tristeza, a felicidade ainda prevalece, o amor renasce e a dor vai embora com o tempo. Mesmo com o rebaixamento para a série B, sabemos que todos que amam o verde e branco de Chapecó irão lutar até o fim para honrar aqueles que hoje colorem o azul do céu.

Pra Sempre Chapecoense!!

 

 

Fotos: Tarla Wolski/Futura Press e Canetas

 

Veja última matéria do O Batom no Esporte: https://conteminformacao.com.br/fielzone-e-fanzone-inauguram-camarote-da-paz-no-exploria-stadium-para-a-florida-cup-2020/

Artigos Relacionados

Diadema promove Festival de Natal com programação variada de shows

Juliana Bontorim

Fundo Social de São Bernardo promove edição de ação “Sonho de 15 anos”

Juliana Bontorim

Casa da Esperança de Santo André promove confraternização de colaboradores

Juliana Bontorim
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Saiba Mais

Política de Privacidade & Cookies
error