18.5 C
São Paulo
sábado, 25 maio, 2024
Portal Big ABC by Juliana Bontorim
Big ABC Eventos Mauá Principal

Casa de acolhida participa de loja solidária em centro de compras

Amor, respeito e dignidade são partes do lema da Casa de acolhida Isabel Soler, nova instituição a ocupar por um mês a loja Coletivo do Bem, no Mauá Plaza Shopping, a partir do dia 4 de dezembro.

Nesta edição serão feitas doações de alimentos, roupas, fraldas geriátricas  e produtos de higiene pessoal. Além disso, terá a venda de mel, cachaça artesanal, queijo, pães caseiros, refrigerante de gengibre, produtos de minas e muito mais. O complemento dos lucros beneficentes será um bazar com roupas disponíveis para a venda.

A representante da Casa de Acolhida, Geise Fonseca, conta que são altas as expectativas para a temporada no shopping. ‘’Nosso maior objetivo é dar visibilidade para a instituição. Porque uma casa que acolhe idosos, não tem tanta visibilidade quanto um trabalho feito com adolescentes e crianças. A população idosa é esquecida, por isso é tão importante mostrar nosso trabalho para a população’’, salienta.

‘’Me formei em serviço social, vejo meu trabalho como algo muito importante porque a gente visa trabalhar restaurando a autoestima, a independência, a cidadania e transformando vidas. É necessário estarmos engajados e envolvidos. Me sinto honrada em fazer a diferença para garantir os direitos da população idosa, que aqui é assistida’’, completa.

Outras iniciativas

Os idosos da Casa de Acolhida Isabel Soler participam da Árvore do Bem. A Árvore do Bem faz parte da decoração especial de Natal do shopping, nela ao invés das tradicionais bolas natalinas, têm informações dos idosos disponíveis para um apadrinhamento especial.

Quem quiser visitar o shopping e fazer uma doação para a Casa de Acolhida Isabel Soler, precisa se atentar ao horário de funcionamento da loja Coletivo do Bem, que é de segunda a sábado, das 10h às 12h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h.

Sobre o Coletivo do Bem

O Coletivo do Bem é uma loja física cedida gratuitamente pelo empreendimento à Organizações Não Governamentais (ONGs), que podem divulgar seus trabalhos. Em sete meses, o rodízio de ONGs já ajudou muitas pessoas desde a sua inauguração, em maio.

 

 

Texto e fotos: enviados por Bendita Imagem

Artigos Relacionados

‘Frescura’ ou autoconhecimento: Vivemos na era da saúde ou da doença?

Juliana Bontorim

Contém Geek by Pedro Irie: Sete filmes, três atores e um herói

Pedro Irie

Emagreça até o Natal: Personal trainer cria método infalível para eliminar de vez a gordura

Juliana Bontorim
Carregando....

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Saiba Mais

Política de Privacidade & Cookies
error